Posts

A diferença entre o vinho seco e vinho suave

Vinho seco e vinho suave? Vinho tinto e vinho branco? Malbec e Merlot?
Ao escolher alguma opção de vinho para qualquer ocasião, é necessário que algumas características sejam levadas em conta antes de pensar em outras questões como o preço, a marca ou o país de origem, por exemplo.

Elas são muito importantes para que o sabor entre em harmonia com o seu paladar, atendendo suas expectativas pessoais e proporcionando uma ótima experiência gastronômica!

No texto de hoje vamos abordar aquelas que, talvez, sejam algumas das maiores dúvidas que passam pela cabeça de uma pessoa ao escolher o melhor tipo de vinho seco ou suave. Eles são muito diferentes? Em que, exatamente? Existe um melhor do que o outro? Confira!

Vinho seco
A principal característica do vinho seco se encontra na quantidade de açúcar presente na bebida. Para um vinho ser categorizado como seco, ele deve conter, no máximo, quatro gramas de glicose por litro.

O açúcar residual é aquele que, após todo o processo de fermentação, permaneceu no vinho. Ele é chamado assim, pois, durante o processo, uma quantidade da substância é transformada em álcool.

A produção do vinho seco se dá da seguinte forma: após esmagar as uvas, o vinho tem seu processo de fermentação iniciado, o que acontece até a hora em que as leveduras transformam em álcool boa parte do açúcar presente nas uvas. Se no final do processo, a quantidade de açúcar for inferior a quatro gramas por litro, estamos diante de um vinho seco.

Vale lembrar que vinhos secos não têm nenhuma adição de açúcar extra e que as uvas usadas na produção são exclusivamente viníferas, ou seja, de família nobre, como a vitis vinífera.

Vinho suave
O vinho suave não tem esse nome por acaso. Seu sabor realmente é mais suavizado em comparação com os outros vinhos, e isso ocorre principalmente devido à quantidade de açúcar utilizado.

Diferentemente do vinho seco, o suave contém uma quantidade muito maior de açúcar em sua composição. No Brasil, um vinho suave é caracterizado assim quando seus níveis de glicose superam o marco de 25 gramas por litro.

Por mais que o vinho seco seja produzido em sua maioria, apenas a partir da colheita de uvas finas, o vinho suave não necessariamente exclui essa categoria de sua composição. É possível sim encontrar vinhos suaves elaborados com uvas viníferas, porém, a maior parte desse tipo de vinho costuma ser produzido com uvas não viníferas, ou seja, uvas parecidas com aquelas que são consumidas em casa. A utilização de uvas não viníferas na elaboração do vinho oferecem a este um baixo padrão de qualidade.

Aqui no Recanto,uma você encontra uma infinidade de vinhos em nossa Adega. Venha conhecer!!!

Fonte: Blog do Vinho

Existe diferença entre chope e cerveja?

O sommelier de cervejas e especialista em cervejas artesanais, Daniel Wolff, afirma que a origem do produto, o processo de fabricação e os insumos usados são os mesmos, o que muda é o tipo de armazenamento e isso interfere em algumas características da bebida.
“O chope retirado direto de algum tipo de chopeira costuma ser mais aerado, mais cremoso. A maioria das cervejas, diferente do chope, são pasteurizadas, por isso, tendem a ser menos frescas e com sabores e aromas menos presentes”, concluí Daniel.

Fonte: Portal IG